sábado, 18 de setembro de 2010

ATRIBUIÇÕES DE UM CHEFE DE COZINHA


Todos aqueles que sonham um dia em ser um chefe de cozinha, precisam saber que não é uma tarefa fácil. Dedicar 12 até mesmo 16 horas diárias de serviço, e muitas vezes em pé, não é pra qualquer mortal, são poucos aqueles que se destacam, mas será que aqueles que se destacam são tão bons chefes assim ???

O que é ser um chefe de cozinha? O que é carregar um título almejado por muitos? Não se enganem caros gastrônomos... não quero assustar ninguém, hoje me sinto privilegiado pelo que faço, mas houve dias em que quis desistir por que a labuta é cansativa e requer muita dedicação e força de vontade.

Por isso resolvi postar um artigo que lista as qualidades para ser um bom chefe de cozinha, mas isto não é garantia de sucesso. Prestem atenção e guardem esta informação preciosa.

Chefe de cozinha

"Profissional responsável pela seleção dos ingredientes, pela preparação dos pratos, pela combinação dos sabores e pela sua apresentação"
Fonte: Redação Brasil Profissões"

O que é ser um chefe de cozinha? O chefe de cozinha é o profissional responsável pela seleção dos ingredientes, pela preparação dos pratos, pela combinação dos sabores e pela sua apresentação. É de responsabilidade do chefe de cozinha manter a ordem e a higiene na cozinha, além de coordenar seus auxiliares no preparo dos pratos. Esse profissional trabalha em conjunto com o gastrônomo, seguindo projetos de cardápio estabelecidos por ele e ajudando-o a relacionar aperitivos, pratos frios, principais, sobremesas e bebidas. Na ausência de um gastrônomo no estabelecimento, suas funções são realizadas pelo chefe de cozinha.

Quais as características necessárias para ser um chefe de cozinha?

Para ser um chefe de cozinha é necessário que o profissional se interesse pelos alimentos e pela sua preparação. Além disso, outras características interessantes são:


* responsabilidade    * higiene  * metodologia   * bom senso  * facilidade de misturar sabores
* capacidade de exercer liderança * espírito inovador  * gosto por fazer experiências


Qual a formação necessária para ser um chefe de cozinha?

Não existe formação necessária, essa é uma das grandes diferenciações do chefe de cozinha e do gastrônomo. O chefe de cozinha não precisa ser graduado em curso superior, precisa apenas dominar práticas da culinária. Nesse caso, o aprendizado vem à medida que o profissional exerce a função. Entretanto, existem cursos que podem ser feitos para a especialização do profissional, voltados a qualquer área da culinária. É também interessante que o profissional tente se atualizar e entender conceitos da administração de um estabelecimento, pois na falta de um gastrônomo, é ele quem administra a cozinha.

Principais atividades


* auxiliar o gastrônomo a estabelecer o cardápio

* selecionar os ingredientes

* realizar a preparação dos ingredientes

* orientar seus auxiliares quanto à preparação do prato

* preparar os pratos ou acompanhar sua preparação

* manter e garantir a higiene no ambiente de trabalho

* cuidar da apresentação do prato

* cuidar para que os pedidos sejam atendidos sem demora e para que os clientes fiquem satisfeitos com a refeição


Áreas de atuação e especialidades
* restaurantes, churrascarias, pizzarias, etc

* bares, lancherias e redes de lanchonete tipo fast food

* instituições públicas e privadas: trabalhando com a confecção das refeições em grande escala em refeitórios de empresas, instituições, hospitais, penitenciárias, escolas, faculdades, ONGs, etc

* hotéis, spas, pousadas, cruzeiros, etc

* casas: pode trabalhar como cozinheiros particulares em casas de família, cuidando da alimentação de todos os moradores e funcionários


Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para o chefe de cozinha é amplo e vem crescendo muito, justamente por que a correria das grandes cidades faz com que a procura por refeições rápidas e alimentos prontos aumente. Para que o profissional se destaque no mercado de trabalho é necessário que ele se especialize e participe de treinamentos e cursos, além de se interessar por conceitos de administração para que possa gerenciar melhor a cozinha.

Curiosidades

Ao longo da evolução da sociedade, o processo de alimentação passou por várias etapas. Após a passagem do Paleolítico para o Neolítico, quando o homem passou de caçador e coletor para agricultor, a fixação à terra trouxe maior abundância de sabores.
Foi assim que surgiu a forma mais primitiva de comércio, a base de trocas naturais, pois as pessoas tinham que complementar suas alimentação com produtos que não produziam. Com o passar do tempo, técnicas de conservação foram sendo criadas e produtos como ervas aromáticas e sal se tornaram cada vez mais valiosos. Por isso, a busca pelas especiarias foi um dos grandes objetivos do final da Idade Média e início da Idade Moderna. As grandes navegações, com objetivo de chegar as Índias movimentaram a economia nessa época e possibilitaram o descobrimento de muitas outras regiões.
Muitos gênios conhecidos também se voltaram a culinária, como Leonardo da Vinci, que inventou vários acessórios de cozinha, como o esmagador de alho, e regras de etiqueta, além de muitas novas receitas.
A culinária também é um elemento cultural importante na cultura de um país, pois ela reflete muitos aspectos como o clima, a agricultura, a população, etc.
O Brasil é um país com uma cultura culinária muito vasta, o que reflete a condição de país tropical e a facilidade na produção de diversos gêneros alimentícios. Os chefes brasileiros são reconhecidos no mundo todo, e, muitas vezes são requisitados no exterior.
 






















0 comentários:

Postar um comentário

 
Powered by Blogger