quarta-feira, 4 de maio de 2011

NOSSA PANELA ENTREVISTA - BANQUETEIRA CELIA RABELO

A logistica de um evento requer cuidados e precisão, enquantos as pessoas no salão se divertem, uma verdadeira operação de guerra está sendo travada nos bastidores. Chefes de cozinhas, cozinheiros, ajudantes, decoradores, floristas,garções, comins, maitres, segurança... Ufa!!!!!!! 

A adrenalina corre solta , o buffet tem que ser caprichado a decoração impecável, os pratos na mais perfeita harmonia. Tem Louco pra tudo né!!( eu também sou louco, por que adoro tudo isso), pois bem, conversei com a Banqueteira Célia Rabelo que é goiana de nascença mas atua em todo estado de Mato grosso. 

Célia até que escutou seus pais e foi estudar Publicidade, mas o lado cozinheira falou mais forte e entre um jantar e outro resolveu mudar radicalmente de profissão se firmando assim então na profissão mais concorrida do mercado atualmente. Junto com seu marido Hideki vem se destacando no nosso centro-oeste, ela me confidenciou que forma com seu marido uma parceria incrivel, eles são a prova viva de que trabalhar em familia as vezes pode dar certo.

Confiram a entrevista com a Personal Chefe Célia Rabelo proprietária do Buffet Sabores & Eventos e mantem o blog Sabores da Minha Infância. Você que é da região do Mato Grosso faça um contato com ela através do email: celiarabelo@gmail.com

Ah!!!! e não posso deixar de agradecer aos seguidores deste blog que enviaram perguntas para Célia, fazendo assim a diferença desta entrevista.


1 - Célia,quais os tipos de evento que você realiza?
Casamento, aniversário, chá da tarde e coquetel em empresas entre outros.

2 - O que é ser banqueteira? 
é transformar uma festa em um evento, é fazer de o simples em uma degustação inesquecivel.....

3 - Qual a diferença em trabalhar em eventos e trabalhar em restaurantes?
Muita diferença, eu faço uma ou duas festas por mês e se fosse trabalhar em um restaurante teria que trabalhar todos os dias.
Eu gosto mais.

4 - Qual a parte do evento que você menos gosta?( pergunta da seguidora Yasmim do Rio de janeiro)
A parte chata do evento é  o preparo das fichas e o orçamento do evento, o resto eu amo. Até lavar as louças.

5 - O que te fez largar a carreira de publicitária para se tornar uma chefe de cozinha?
Primeiro antes de ser uma publicitária eu já preparava festas para amigos em Goiânia. Fiz muitas festas, claro que eu não cozinhava apenas organizava os eventos.  Quando me mudei para o Mato Grosso me encantei pelos ingredientes  e comecei a pesquisar sobre as comidas típicas do Mato Grosso.
Isso me rendeu um lindo livro que em breve estará nas melhores livrarias. Estudei por 3 anos me preparando pra montar o Buffet. Montamos o  Buffet eu e meu marido que também cozinha muito, e me da todo apoio.

6 - Quais os percalços da profissão?(pergunta da seguidora Kátia de são Paulo)
Mão de obra qualificada, tudo tem que ter um contrato bem feito com o profissional que vai ajudar no evento.  O que ele vai fazer e o que ele não vai fazer.  

7 - Como anda a culinária do centro oeste do Brasil?
Eu não diria de Goiânia, porque Goiânia hoje tem uma comida de qualidade pra um paladar exigente e muita concorrência nos  bares, restaurantes, padarias e Buffet , muita qualidade com chefes renomados.  O Mato Grosso ainda precisa  melhorar  qualidade, vir coisas novas, com chefes profissionais.. Eu digo que faltam chefes profissionais com técnicas e mais amor.


8 - Quais são as expectativas com a chegada da copa do mundo para Cuiabá? Estão-se especializando mão de obra para este grande evento? (pergunta do seguidor Chefe Pierre Alves de Goiana)
Nenhum preparativo, nem um curso novo no estado. Nada mas nada mesmo.

9 - Tem aumentado o numero de restaurantes e empreendimentos no ramo alimentício devido à copa do mundo? (pergunta do seguidor Chefe Pierre Alves de Goiana)
Hoteis sim, vários hotéis novos em construção,  restaurantes e bares não.

10 - Qual melhor evento: corporativo ou social?
Os dois são bons. 

11 - Como planejar um evento?
Começa na escolha do menu com o cliente seja ele social ou corporativo, geralmente trabalhamos com uma equipe de confiança divida por setores e tarefas, cozinha, serviço e limpeza. Fazemos a sua festa virar um evento, o cliente tem o trabalho apenas de receber seus convidados.

12 - Para quem trabalha com eventos você acha certo um cardápio fixo?
Não tenho cardápio fixo, eu mudo de acordo com o cliente o local a viabilidade do cardápio.

13 - Qual a maneira correta de escolher o cardápio para o cliente?
Tipo de evento?, Qual o espaço? Para quantas pessoas? E como vamos servir ? Espaço entre as mesas ? Espaço para ilhas? Ai sim partimos para o cardápio
No interior eu tenho este tipo de problema antes de definir um cardápio.
Sou uma personal chef, vou até o cliente. É bem difícil espaço por aqui.
Depois de tudo isso vou ver os ingredientes da região, o que as pessoas gostam de comer. Ex: Eu fiz uma festa onde a noiva é Japonesa e o noivo gaucho, tive que preparar um cardápio bem variado
Foi a 1.200 km da capital, e ainda tive que ver ingredientes da região porque não dava pra levar tudo de Cuiabá. 

14 - O cliente sempre tem razão e por quê?(pergunta do seguidor Leandro de Praia Grande São Paulo)
O cliente tem razão sim, mas precisa conversar com ele e definir detalhes da festa, pra correr tudo na mais perfeita orde.
É preciso explicar os pós e os contras de um cardápio.
Uma noiva queria churrasco e não  tinha espaço para churrasco no local, não deu pra ser churrasco. Outro ex: a noiva queria um cardápio muito variado, e eu não tinha profissional a altura para me ajudar na cidade, eu atendi  o pedido dela e deu tudo certo. Mas virei noites em claro.

PEQUI
15 - Um ingrediente que você gostaria de ser mais explorado?
Pequi. 

16 - Sua cozinha é mais de alma ou mais técnica??
Alma 

17 - Célia, você trabalha com uma equipe própria ou ela é volante ?? se sim como é esta experiência?
 Volante, claro que teu tenho meu marido ao meu lado, somos afinados, um sabe o que o outro precisa.Sempre pego alguém que tenha cursos do SENAC ou experiência, mas procuro saber se gosta de cozinhar e tem amor pelo que faz, mas entre alguém com experiência e alguém que goste sem experiência, fico com quem apenas gosta de cozinha. Nessa hora as fichas ajudam muito.

18 - Quem é sua inspiração na culinária?
Minha avó, ela preparava tudo com muita higiene, desinfetava  uma ave como ninguém, prepara pratos com tudo colhido da horta ou do quintal na hora.
E ainda fazia os próprios caldos. Isso fez toda diferença na minha cozinha hoje. Tudo que faço me inspiro nela em primeiro lugar.

19 - Como você enxerga o mercado gastronômico hoje?
 A gastronomia brasileira está em ascensão no mundo hoje, usamos e valorizamos mais os nossos ingredientes.
Quando eu cheguei aqui resolvi na hora ser cozinheira devido a qualidade dos ingredientes do Mato Grosso, pra mim é tudo único e maravilhoso.
O peixes frescos do Rio são o sucesso no meu Buffet.

20 – Um conselho para quem está iniciando a carreira?
Higiene  é fundamental, muito amor pela cozinha e não preparar nada na loucura, sempre planejar bem, que vai dar tudo certo.  Trabalhar feliz, com  amor..

                                            até a próxima entrevista...

                                              Chefe Marcio Moreira

2 comentários:

bu Mariana Avelino disse...

Oi gostaria de saber quanto posso cobrar por eventos do tipo almoço e jantares pra umas 50 pessoas.
Obrigada...Suely Avelino

bu Be disse...

Queria saber a mesma coisa.

Postar um comentário

 
Powered by Blogger