sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

MANOUICHE - SERÁ LIBANÊS?

Image of the Friendship Bridge over the Rio Pa...Estive recentemente na Cidade Del Lest – Paraguay, calma gente eu não sou muambeiro não. Tá, tá , tá!!!! até fiquei empolgado nas comprinhas, pô!!!! também com os preços praticados lá, imaginem até as sogras os caras querem vender!! (até que não é má idéia, não é mesmo?, mas se a gente não vende a gente joga daquela ponte).



Porto Iguazu - lado Argentino
Só pra você lembrar estive visitando os meus amigos (estes que aparecem na foto, eles sim são muambeiros, rsrsrsrsrs, mentira eles são os donos de Foz do Iguaçu...rsrsrsrsr), e é claro que uma visitinha à Foz do Iguaçu um dos principais roteiros é uma ida a Cidade Del Lest – o paraíso das compras. Claro que fui a Hidrelétrica, Argentina e a famosa Cataratas do Iguaçu e olhe que passiei nos dois lados ( Brasil e Argentina). Lindo ,muito bom....


Como de costume falei pra nossa amiga que queria conhecer algo original, algo que me fizesse lembrar da cidade, pois a única coisa que lembrei foi uma sopa estranha que os vendedores(Paraguaios) tomavam ( ou sei lá comiam) na rua. E não era uma visão agradável, para quem conhece aquele pedaço da cidade sabe que é uma  rua Vinte cinco de Março( Rua de São Paulo, onde vende buginganga) ao cubo.




Cidade Del Lest
 "A etnografia do comercio de Ciudad del Este permite abordar a transformação de um mercado de fronteira orientado a turistas em um centro comercial regional inserido em diversos circuitos comerciais. Os circuitos dos denominados sacoleiros (os compradores brasileiros que se provêem de mercadorias para revendê-las nas suas cidades de origem), são abordados a partir de novas perguntas que surgem das dinâmicas e as transformações do movimento comercial na cidade paraguaia. O funcionamento e desenvolvimento de um mercado das proporções e características de Ciudad del Este fornece assim, elementos relevantes para compreender as relações entre espaços, negócios e legalidade."
Professor Fernando Rabossi




Mulher chique que me apresentou o Manouiche
Mas nada como andar com gente da terra, gente que conhece cada beco, cada rua, cada BIBOCA... Nossa uma mulher chique e de estirpe andando em qualquer lugar???? Me espantei, bem que eu desconfiei que ela tinha um pé na lama, rsrsrsrsrs.


Famoso Manouiche
Mas vamos lá... não sou de fugir da raia, encaro desafios e depois de andar por quase todas as ruas , cheio de sacolas com maquiagem, perfumes e cacarecos pra casa( é claro gente!!!! minha esposa também estava lá, fazer o quê nem tudo é perfeito) , eis que entramos numa simples lanchonete e pedi para o balconista o famoso Manuiche (ou Manouiche). Enquanto isso ficamos bebericando uma cerveja ( ou será que foi uma coca cola??, não lembro), só sei que a fome era grande e eis que chega o bendito, hummmmm!!!!!!!! Cheirinho bom exalando no ar, sabe aquele cheiro característico de comida libanesa?, “pão sírio bem tostado recheado de carne moída bem temperada com Zaatar e coberta de queijo”, pois bem parecia uma pizza misturada com esfiha, só sei que estava muito bom, eu comeria mais uns cinco, mas como estava acompanahdo de duas lindas mulheres tinha que ser chique em pleno boteco nas ruas sujas da Cidade Del Lest, né.... coisas da profissão, elas mandam e a gente obedece...


Cataratas do Iguaçu


Fiquei com aquele gosto na memória até hoje e tirei as fotos do celular da minha amiga ( o celular dela não é do Paraguay, achei um absurdo!!!), até por que fiquei com medo de levar a minha câmera super, ultra profissional para as ruas.


Marco do lado Argentino
E depois de tanta pesquisas a respeito sobre esta culinária, não cheguei a conclusão nenhuma, nem a origem certa e confesso que estou meio frustrado. Alguém saberia dizer a procedência certa desta receita???


Só sei que a origem da esfiha remonta ao Líbano. Primeiramente o Iraque, que passou a cultivar trigo, cevada, pistache, nozes, romãs e figos, criou o pão chato e redondo.


Outra Versão do Manouiche
Depois no Líbano surgiu o hábito de cobrir o pão com carne e cebola: nascia assim a esfiha aberta. Posteriormente, já no mundo ocidental, a esfiha começou a ser fechada. De lá para cá, muitos ingredientes foram acrescentados para incrementar ainda mais o sabor, como a hortelã que dá um toque especial ao quitute.
Nosso Café com Leite, são lindas.... 

As esfihas originais eram feitas de carne de carneiro, mas com as diversas adaptações, mas, hoje, são produzidas com carne moída, frango, queijo… Esta iguaria é uma espécie de disco de massa assada preparada à base de fermento, sal, gordura, farinha de trigo, óleo, ovos e o recheio desejado, praticamente a mesma receita da pizza, mas com uma grande diferença na hora de por a mão no bolso.


2 comentários:

bu Chef Alejandra Faúndez disse...

Ameiiii!!!!

bu BLOG DO PROFEX disse...

Andei passeando por aqui e saborando receitas e lugares.
Gostei muito. E parabenizo pelo trabalho. Deixo um grande abraço, chef!

Postar um comentário

 
Powered by Blogger