quinta-feira, 18 de novembro de 2010

PANELAS DÁ-LHE PANELAS

Há algum tempo venho postando sobre a história da gastronomia e receitas , mas todos conhecem a origem da panelas e os tipos que existem no mercado e qual é a melhor ???

Hoje em dia existem vários estudos no mundo sobre materiais utilizados na fabricação de panelas que influenciam, não somente na preparação dos alimentos e pratos, mas também em relação à saúde.

Dá uma olhada em algumas características importantes de cada panela e seus materiais em relação à saúde:


Alumínio
Nas panelas que utilizam este tipo de material existe uma transferência deste elemento durante o cozimento, que depois de ingerido, acumula-se no organismo, por tratar-se de um metal pesado. Com o acúmulo contínuo e durante anos do alumínio no organismo, é sabido que pode causar problemas no sistema nervoso central, podendo até mesmo ser apontado, em alguns casos, como uma das causas do Mal de Alzheimer. O alumínio, por ser um elemento extremamente abundante e barato, além de ser leve e bom condutor de calor, é utilizado largamente na produção de panelas. Porém, estudos revelam que este elemento é prejudicial à saúde.

Uma dica útil: Para limpar panelas feitas com este tipo de material, basta lavar com água e detergente neutro, e nunca polir com esponja de aço, pois, quando feito isto, ocorre a liberação de óxido de alumínio. Para quem deseja “clarear” a panela basta ferver com uma solução de água e ½ limão.

Agora eu te pergunto: qual é a dona de casa que faz este procedimento???, mas se existe um estudo é melhor seguir, pois é só uma questão de mudar os hábitos dentro de casa.

Cobre
As panelas feitas de cobre são as favoritas das doceiras, por serem de um metal com excelente condução e distribuição de calor. Porém, essas panelas não devem ser de cobre puro para a preparação de salgados, pois, neste caso, ocorrem reações químicas com sais e óxidos produzindo toxinas que podem causar problemas renais, alterações osteo-articulares, e até mesmo lesões cerebrais. É muito importante que a panela seja revestida com outro tipo de material como, por exemplo, o aço inox. Pode-se utilizar o “tacho” de puro cobre no preparo de zabaione (tipo de sobremesa a base de ovos), claras em neve e merengues, isto porque o cobre reage quimicamente tornando-se um estabilizante para as claras. Uma dica útil: Lavar somente com água e detergente neutro na parte interior. Já, para lavar a parte exterior, preparar uma pasta de ½ parte de farinha de trigo, ¼ de vinagre e ¼ de água ou limpador apropriado.


Eu aprendi com alguns doceiros e doceiras do interior do Rio de Janeiro e de Minas, usar limão e areia de rio para limpar as panelas , fica um espetáculo.

Barro
A panela feita com este tipo de material é muito apreciada para pratos regionais no Brasil, pois, possuem como característica a excelente retenção do calor, sendo, portanto, muito utilizada para servir pratos que necessitem de calor constante. Porém, deve-se tomar um cuidado muito grande antes de utilizá-la, pois é altamente porosa e passível de ser um foco de contaminação por microorganismos. É necessário prepará-la antes de sua utilização, fazendo uma curagem, ou seja, untar, encher de água e levar ao forno (180 C) por 2 horas no mínimo, esfriar, e repetir a operação.

Uma dica útil: Sempre secá-la muito bem e guardar levemente untada.


Cerâmica
Deve-se tomar muito cuidado com este tipo de panela, pois pode conter cádmio (provoca distúrbios respiratórios como bronquite), níquel (provoca distúrbios neurológicos), e as de baixa qualidade, o óxido de chumbo (provoca, principalmente em crianças, distúrbios no sono, baixa na capacidade mental, e ao depositar-se nos ossos, pode causar envenenamento generalizado), utilizado no processo de vitrificação do produto.

Uma dica útil: Lavar com água e detergente neutro, e secar muito bem.




Ferro
A panela feita com este tipo de material é excelente na condução e retenção de calor, porém, deve-se tomar alguns cuidados. Acredita-se que alimentos preparados neste tipo de panela, ajudem na prevenção de anemia ferropriva, porém, deve-se junto a refeição ingerir alguma fonte de vitamina C (ex. suco de laranja) para que haja a fixação do ferro no organismo.

Uma dica útil: Após a lavagem é importante enxugá-la em seguida, e guardá-la untada, pois a formação da ferrugem no ferro, depois de ingerido, pode causar uma oxidação de gorduras do organismo e obstruir artérias.




Pedra sabão
Este tipo de panela é muito apreciado por reter bem o calor. E sabe-se que ela contribui com alguns elementos importantes na saúde como cálcio, ferro e manganês. Porém, é importante tomar dois cuidados essenciais: o primeiro refere-se a questão da porosidade, tornando a panela não higiênica; e o segundo, é a liberação de níquel. Para evitar essa liberação é necessário fazer uma prevenção untando-a, enchendo-a de água, levando-a ao forno (180 C) por 2 horas, esfriá-la por 1 hora, e repetir a operação. Com isso a panela fica “selada” evitando a transferência do níquel.

Uma dica útil: Lavar com água e detergente neutro e secar bem antes de guardar.





Panela de vidro
Este tipo de panela é o preferido das nutricionistas por não ter porosidade, ser neutra, e não causar dano a saúde. O grande problema é a falta de praticidade, pois só permite cozimento com líquido ou vapor, além de quebrar com facilidade.




Esmaltada
Para este tipo de panela é necessário tomar cuidado com o revestimento interno, que deve estar em perfeito estado para cozinhar. Em geral não suporta “choque térmico” (quente/frio), e por essa razão, costuma ficar com aparência de “craquelado” no lado interno.

Uma dica útil: Nunca passar direto de quente para frio ou vice-versa, isto para não danificar a panela. Lavar somente com água e detergente neutro.




Aço inox
Pelo fato do aço inox não ser um bom condutor de calor, é necessário que haja um fundo triplo (miolo com um bom condutor de calor como o alumínio e o cobre), que retém o calor depois de aquecida. Hoje as melhores indústrias desenvolveram panelas com tripla camada em toda extensão do produto. Existem panelas importadas que chegam a ter até 7 camadas de diversos metais de boa condução de calor, para que haja uma melhor condução e distribuição dele. Este tipo de panela ainda é uma das melhores opções no mercado, com exceção das pessoas com alergia a níquel, pois contém 10% deste elemento em sua composição.

Uma dica útil: Lavar com água e detergente neutro, e para retirar as manchas ferver água com ½ limão ou usar limpador para aço inox.
Minhas preferidas do dia-a-dia...


Antiaderente PTFE (politetrafluoretileno)
Este tipo de panela é muito apreciado por permitir a preparação de pratos com pouca gordura e ser antiaderente. O PTFE trata-se de um polímero plástico que depois de arranhado libera partículas no alimento podendo causar dano a saúde. Existem estudos que relatam que passando dos 250C liberam gás tóxico, o que esta causando muita discussão atualmente. Deve-se ter muito cuidado para não danificar o revestimento e não passar da temperatura limite.

Uma dica útil: Lavar com água e detergente neutro, e nunca utilizar abrasivos ou esponjas abrasivas. Secar e untar levemente antes de guardar.

Agora prestem ateñção nestas panelas a seguir , elas são carissimas, mas acredito que o custo beneficio vale a pena, elas são como uma ferrari, poucos tem mas todos gostariam de ter. E olha que nem estou ganhando para fazer este merchand hein!!!!!!!




A SILIT, tradicional marca alemã, possui uma avançada linha de panelas que utilizam a melhor tecnologia e qualidade, revolucionando assim o mundo da cozinha saudável. Só a SILIT, que tem a qualidade como marca registrada, oferece inovações como o Silargan, Silitan, CeraProtect e E30, materiais que levam praticidade, sabor e saúde na preparação de alimentos e pratos.



SILARGAN
Aço ferromagnético fundido com uma cerâmica de alta tecnologia (esta cerâmica é composta por mais de 30 elementos). Os maiores diferenciais deste tipo de material são em relação á saúde (faz efeito anti-bacteria que evita a proliferação de bactérias no alimento, pois contém na composição íons de prata, elemento utilizado na fabricação de material cirúrgico, sendo ideal para pessoas com baixa imunidade como idosos, bebês, crianças e convalescentes; além de evitar a transferência de elementos nocivos, pois é neutro e sem porosidade); ser extremamente resistente a cortes e arranhões; permitir qualquer tipo de preparação, com altíssima performance (não altera o sabor dos alimentos, e por ser excelente condutor de calor, proporciona cozimento rápido), como cozinhar, grelhar, fritar, refogar, assar e vapor; ser ideal para pessoas alérgicas, pois é livre de níquel; além de aceitar todos os tipos de fogões (a gás, vitrocerâmico, indução e elétrico).


CeraProtect
Revestimento mineral antiaderente, composto de grânulos de minério, completamente atóxico, que suporta até 400º C, e com característica anti-risco, sendo, portanto, mais durável que uma panela anti-aderente comum. Além disso, é um excelente condutor de calor, permitindo preparar com maior rapidez alimentos com pouca ou nenhuma gordura.


SILITAN
Revestimento antiaderente, que permite o preparo de alimentos com óleo reduzido e tem 3 anos de garantia. As frigideiras têm 3 camadas antiaderentes.


E30
Revolucionário material usado nas panelas da linha Vision da SILIT, que são dotadas de um sistema inovador de cozimento para várias funções como a vapor, ensopados, refogados e pressão culinária asiática. O E30 é a combinação de aço ferromagnetico com cerâmica de alta tecnologia. Por ser mais “dura” que o aço, a cerâmica é a prova de arranhões e não abrasiva, tornando-se assim mais durável. O E30 não contém nenhuma substância nociva a saúde e é livre de níquel, devido a sua superfície ultra polida. É anti-bactéria, higiênico e não altera o sabor dos alimentos. Robusto e durável o E30 dá 30 anos de garantia, é compatível com todo tipo de fogão, inclusive de indução, além de poder ser empilhável, o que economiza espaço na hora de guardar as panelas no armário.



Obs.: NÃO SE DEVE GUARDAR ALIMENTOS DENTRO DA GELADEIRA NA PRÓPRIA PANELA, com exceção nas de vidro (depois de esfriar) e as que utilizam Silargan (material exclusivo da marca alemã SILIT).

6 comentários:

bu Kel disse...

Olá! Tenho as panelas da Silit. Infelizmente, elas ficam com uma camada esbranquiçada no fundo. Alguma dica de como limpá-las? Sei que na Alemanha vendem um produto específico para esse fim, mas aqui no Brasil não o encontro.

bu Kel disse...

Olá! Tenho as panelas da Silit. Infelizmente, elas ficam com uma camada esbranquiçada no fundo. Alguma dica de como limpá-las? Sei que na Alemanha vendem um produto específico para esse fim, mas aqui no Brasil não o encontro.

bu VML disse...

Tenho o mesmo problema que o da Kel, apesar de fazer a preparacao indicada no manual, algumas ficam com uma camada que nao sai no fundo.

bu VML disse...

Tenho o mesmo problema que o da Kel, apesar de fazer a preparacao indicada no manual, algumas ficam com uma camada que nao sai no fundo.

bu Lava jato Guanabara disse...

Oi você sabe dizer algo sobre as panelas com aço t-304 aço cirúrgico?

bu AMVM disse...

Esquente com meio copo de vinagre diluído em um copo de água, depois enxágue e lave normalmente

Postar um comentário

 
Powered by Blogger